Blog do Ribas

22/07/2011

Torcida deve ser levada em conta sempre

Filed under: Futebol — Matheus Ribas @ 13:39
Tags: , , , , , ,

Começo este texto dizendo que estou muito feliz em estar de volta neste canal, compartilhando com vocês minhas idéias e opiniões sobre os assuntos relacionados ao futebol e coisas do nosso cotidiano. É muito bom estar aqui novamente e conto com a leitura e a opinião de todos vocês.

Bom, hoje quero falar de Inter. Não quero ser oportunista, apenas voltar a este espaço dando a minha opinião sobre o turbilhão que vive o Sport Club Internacional.

O presidente Giovanni Luigi demitiu seu vice de futebol, Roberto Siegmann e o treinador Paulo Roberto Falcão. Isso é fato. Agora, por causa disso, uma crise começou no Beira-Rio? Não! Essa crise já estava acontecendo e só faltava ser anunciada. Só não enxergava quem não queria.

O presidente tem todo o direito de demitir e contratar quem ele bem entende, afinal de contas, ele está à frente de tudo. E quem acompanha o dia-a-dia do futebol colorado, percebia que as coisas não estavam bem entre ele e seus demitidos. Aliás, não começou bem. Bom, mas isso já é passado e devemos olhar para frente.

Fernandão chegou, quer mostrar que o grupo pode mais e quer a reaproximação de Carvalho no vestiário. Está certo? Entendo que sim. Afinal, ele e o ex-presidente montaram uma estratégia que já deu certo uma vez e um sabe trabalhar com o outro.

Agora, o que não dá para aceitar é que dirigentes quando perguntados sobre quem será o novo treinador, dizem que a opinião da torcida deve ser ouvida, mas não levada em conta como fator decisivo para a contratação. Um clube com mais de 106 mil sócios deve ouvir sempre o que pensa seu torcedor e seu associado.

Ora bolas, quem paga a conta? Sempre ouvi dizer que “a voz do povo é a voz de Deus”.

Interativa de rádio é coisa séria e dia desses, a Rádio Gaúcha (uma das especialistas em futebol) realizou uma interativa sobre a contratação do Cuca. Ele teve 92% de rejeição. Quanto a isso, os dirigentes lembram que Abel era rejeitado, Tite foi rejeitado e Celso Roth também foi rejeitado. Abel teve sua rejeição porque todos já conheciam seu trabalho no Beira-Rio em outras épocas e ele ainda não havia ganhado nenhum título de muita expressão. Ok! Ganhou a Libertadores e o mundial. Entrou para a história do Inter. Mas foi um caso em mil.

Tite ganhou a Sul Americana. Ok! Mas todos concordam que o Inter, naquele ano, podia mais e convenhamos, este título ficou como “prêmio de consolação”. Alguém esqueceu como o Inter se classificou na Copa do Brasil contra o Coritiba e Flamengo sob seu comando? E a final contra o Corinthias? Nem se fala. No Brasileirão, afundou.

Celso Roth venceu a Libertadores. Muitos creditam ao trabalho realizado anteriormente por Jorge Fossati. E depois? Afundou no Brasileirão e perdeu o mundial para o Mazembe com o Leandro Damião no banco. Alguém esqueceu disso?

Portanto, com tudo isso, quero dizer que os dirigentes devem sempre ouvir a torcida, afinal, quem paga a conta é ela. Quando erram, é campanha atrás de campanha de marketing pedindo apoio de quem? Do seu torcedor, é claro. Este, antes desprezado.

Cuca quer trabalhar no Inter. 500 mil por mês, quem não quer? Não está fácil arrumar este dinheiro por ai.

Até mais…

27/04/2010

Vitória indiscutível

Filed under: Futebol — Matheus Ribas @ 10:03

A vitória do Grêmio por 2 x 0 no clássico 380, disputado no Beira-Rio, deixou certezas para as duas torcidas. O Inter chega no mês de maio e ainda não inspira e não merece a confiança de seu torcedor. O Grêmio, sabe o que tem que fazer para, pelo menos, tentar surpreender seus adversários.

Vejam só: O Inter fez na última quinta-feira sua melhor partida do ano contra o Deportivo Quito. Três dias depois, consegue apenas um arremate a gol em 48 minutos no Grenal. Como pode isto? Estamos diante de um sério problema para quem precisava fazer alguma vantagem por jogar em casa na frente de sua torcida e aposta todas as suas fichas na Libertadores. O ataque colorado é inoperante. Alecsandro joga o maior tempo fora da área. Walter alterna momentos de lucidez, com chutes perigosos, misturados a uma certa distração. E no banco? Edu, não mostrou serviço ainda, Taison, esqueceu o bom futebol de 2008 e Kleber Pereira, nem sabe porque está em Porto Alegre. Fica difícil encher a torcida de esperança. E a zaga? O Inter leva gols com extrema facilidade. Foi assim contra o São José, Caxias, Pelotas, Grêmio, Novo Hamburgo…

A Direção contesta tudo isso dizendo que na Libertadores fez a melhor campanha do grupo. Convenhamos: Contra Emelec, Deportivo Quito e Cerro não poderia ser diferente. E ainda assim, conseguiu a classificação na última rodada. Com mais medo do que confiança. Fossati ainda não encontrou seu time ideal? Parece que não. Quando encontrar, pode ser tarde demais. Junto a isto, lembre-se: não foi ele contratou Kleber Pereira e Edu, por exemplo.

Vamos ao Grêmio: Silas, diante da dificuldade em escalar o Grêmio para o Grenal, obteve resposta positiva em todas as suas apostas. Hugo foi bem no lugar de Douglas, Neuton foi a revelação e o técnico pode estar diante de uma solução a qual a torcida tanto cobra e a postura adotada pelo Grêmio no Grenal foi fundamental para que o time conseguisse a vitória. Méritos de seu treinador. Assim, enche sua torcida de esperança, coloca uma das mãos na taça e aumenta sua confiança para a Copa do Brasil. O Grêmio foi superior e sua vitória foi indiscutível. Sempre que se perde com gols de bola parada se ouve a mesma coisa. Para os dirigentes, trata-se de uma desculpa. Lembro a todos que 60% dos gols no mundo são oriundos de jogadas de bola parada. Portanto, não serve como desculpa, não acham?

O Grenal sempre deixa uma torcida com certezas e esperanças, e a outra, preocupada. No Olímpico, esperança do primeiro título no próximo domingo. No Beira-Rio, preocupação e desconfiança. Os únicos que se mostram tranquilos são os dirigentes. Até quando?

15/04/2010

A rodada de ontem da Dupla

Filed under: Futebol — Matheus Ribas @ 9:34

A rodada da dupla Grenal desta quarta-feira deixa mais uma vez suas torcidas apreensivas.
O Grêmio venceu por 3×1 o Avaí no Olímpico e claro, não precisaria ficar preocupado. É o que muitos devem estar pensando. Mas o problema é que o tricolor, com um jogador a mais desde os 18 minutos do primeiro tempo, logo que marcou o terceiro gol, sofreu um e a partir daí, o Avaí ameaçou esta vantagem construída. Com este gol, o time catarinense precisa fazer dois gols na Ressacada semana que vem. Nada impossível nos jogos que temos visto hoje. E com certeza o Grêmio estará diante de uma guerra que será armada. O importante é não levar gol nos primeiros minutos do jogo de volta e se conseguir marcar um gol aproveitando a pressa do Avaí, com certeza volta de lá classificado. Pontos positivos além da vitória  e da vantagem obtida, é a volta do centroavante Borges, que inclusive marcou e a atuação de Jonas. Este mostra-se um jogador decisivo, sóbrio e atento a tudo que acontece na partida. Demonstra um amadurecimento incrível desde seu retorno ao Olímpico. Torcida ainda “pega no pé” de Silas. Até quando?

************************
Quanto ao Internacional, diante do empate obtido contra o Emelec no Equador em 0x0, tudo será decidido no Beira-Rio quinta que vem. O Inter enfrentará o Deportivo Quito, seu adversário direto pela classificação. Uma das coisas que preocupa a torcida é que o Emelec até ontem, não havia marcado nenhum ponto e justamente obteve seu primeiro na competição contra o Inter num jogo em que para o time equatoriano, nada valia e para o Colorado, valia a classificação antecipada. Mais uma vez o ataque do Inter foi inoperante. Walter foi quem mais tentou o gol. E por incrível que pareça, foi “punido” pelo seu treinador, sendo trocado por Taison na segunda etapa. Giuliano era o melhor, construindo as jogadas mais lúcidas do meio-campo. Também foi “punido” por Fossati, sendo substituído por Andrezinho. Não tem explicação! Quem mais jogou e tentou, acabou “punido”, digo, substituído. Sei que o Inter não perdeu na Libertadores e empatou suas partidas fora de casa, mas ainda não apresentou um futebol de time que almeja ser campeão. Está jogando muito pouco.
Por enquanto a Dupla encanta apenas seus dirigentes e treinadores. As torcidas, seguem muita apreensivas.
O Santos segue encantando. Quem vai parar o time da Vila?

************************

Lamentável a morte do estudante de 21 anos ocorrida na terça-feira por um choque elétrico numa parada de ônibus, em Porto Alegre. O problema já havia sido diagnosticado há tempos e ninguém fez nada. Mais uma vez tem que acontecer o pior para que se responsabilize alguém e se tome alguma atitude. De quem é a culpa? Só falta dizer que é do próprio estudante em querer “pegar” um ônibus ali onde tinha este problema e tratar este crime  como uma fatalidade. Irresponsabilidade total de quem deveria arrumar o problema. EPTC? CEEE? Prefeitura? Não sabemos. A perícia e as investigações apontarão. Esperamos que com a mesma agilidade de outros crimes de interesse público que temos acompanhado ultimamente. Lamentável!

02/04/2010

Respeito mas não gosto

Filed under: Música — Matheus Ribas @ 15:53

Começo dizendo uma coisa pra vocês: Há muito tempo não pegava uma gripe tão forte como esta que me acompanha toda a semana. Meu ouvido esquerdo entopiu e parece que não escutarei mais. Ai vocês imaginem como é para estar no ar com uma voz de gripe e sem ouvir bem. Não dá. Hoje consegui fazer um repouso na tarde para ver se melhoro. Gripe é assim, cama e remédios indicados pelo médico.
No momento em que escrevo este post, assisto o especial “Emoções Sertanejas”, com cantores do gênero homenageando Roberto Carlos, com versões de suas músicas no estilo sertanejo. Nunca me atraiu este estilo e todos sabem que muito tempo toquei rock e poprock, mas uma coisa que aprendi na vida é respeitar, mesmo não gostando ou consumindo como preferirem.

Homenagem Sertaneja a Roberto Carlos

Homenagem Sertaneja a Roberto Carlos

Sinceramente, as versões apresentadas não ficaram ruins não. Mas isso não se deve só ao talento dos artistas que por lá passaram: Roberto Carlos é o grande o responsável do que foi apresentado. Digo isso porque ele, juntamente com Erasmo Carlos, talvez sejam únicos compositores em que suas matérias-primas, ou seja, suas letras, combinam com quase tudo. Como nelas há um retrato romântico, muitos estilos musicais escrevem e cantam o romantismo. E afinal de contas, são cinquenta anos de carreira.
Tinha uma noção, claro, não tão exata, do quanto o sertanejo vende e toca no Brasil. São artistas que surgem de quase todos os cantos do país que se colocam no mercado musical. Mas desde que estou na rádio, pude ver que é muito forte mesmo este ritmo em cantos do nosso estado tão tradicionalista. No caso da rádio, digamos que ele e as “bandas ou bandinhas” como são chamadas, sustentam a audiência da mesma.
E uma coisa já não é de hoje: o sertanejo não é mais caipira como muitos pensam. Agora, ele é universitário. Eu disse universitário. Muitos ainda acham que as classes socias de “C” para baixo é que consomem esta música. Mas não é não! A música hoje está muito diversificada e isso acaba atingindo a todos. O Sertanejo e não só ele, conta hoje com guitarras distorcidas, sanfonas, percussão e outros instrumentos que diversificam o estilo musical. Não sei se isso é bom ou ruim.
Quando é que o Roberto Carlos imaginou que uma “homenagem sertaneja” seria possível? E faltaram o Luan Santana e o Fernando e Sorocaba pra festa ficar ainda maior, pois estes estão vendendo que nem cerveja e tocando como o Roberto/Erasmo na época da jovem-guarda.
Se suas “obras sertanejas” vão durar para sempre como as obras da dupla acima? Só o tempo irá nos dizer.  Eu acho que não. Agora, com licença que vou assoar o nariz, pois assim meu ouvido está querendo desobstruir e assim poderei escutar melhor o agudo do Zezé e do Chitãozinho ou Chororó (não sei qual é o mais agudo).
Um “ótimo” programa para curar a gripe. Sinceramente: respeito, mas não gosto. E quando falo do respeito que tenho por estes artistas, claro que vejo o talento deles, mas também enxergo um pouco das dificuldades e sofrimentos que muitos tiveram em suas vidas para chegarem aonde chegaram. E sempre acreditaram no estilo sertanejo que hoje encanta o Brasil.

01/03/2010

A taça Fernando Carvalho

Filed under: Futebol — Matheus Ribas @ 19:30

Consegui vir até aqui para atualizar o blog. Como de praxe, tenho me atrasado e novamente peço desculpas a todos que me acompanham neste canal diariamente. As coisas não andam fáceis. Mas, vamos lá!!!

Tive a oportunidade de confraternizar junto com o amigo Scheidt neste sábado o seu aniversário de 40 anos. Uma festa de arromba pra ninguém botar defeito. Muita emoção ao rever amigos e músicos que fizeram parte de um grande momento da minha vida, quando tínhamos uma banda chamada Carbofônicos e muitos a conheceram e gostavam do nosso trabalho. Com certeza todos puderam  “matar” a saudade e tocamos algumas músicas que faziam parte de nosso repertório sem contar os improvisos. Uma emoção sem fim. Bob Chanel, Dando Lacerda (agora pai da Isabeli, linda menina de 5 meses), Edinho, Darlan, André Müler, Renan, Jú (ex Pier 23), Boca, Chocolate, enfim,  me perdoem quem eu não citei aqui, toda a trupe musical da região carbonífera. Parabéns ao amigo Scheidt, pelo aniversário e por conseguir reunir todos que lá estavam.

************************

Bem, quanto a primeira final do Gauchão, o Grêmio venceu o Novo Hamburgo. Sexta-feira passada, tive a oportunidade de entrevistar o técnico do “Nóia”, Gilmar Iser, num dos programas que apresento aqui na rádio , o viva Meio-Dia e ele disse que estava confiante e seguro de que seu time faria uma excelente partida.

E realmente foi o que vi, um time bem postado em campo e sem dar muitos espaços ao Tricolor, que venceu com um gol de falta cobrada por Ferdinando e assim levou a taça Fernando Carvalho para seu armário. Ele foi ao estádio Olímpico entrega-lá sem problemas.  Apenas demonstrava um certo constrangimento, assim como aconteceu com Fábio Koff no ano passado quando entregou ao Inter a taça que levava seu nome na final entre o Colorado e o Caxias. Não acho que o Grêmio tenha feito uma boa partida. A maior posse de bola foi do Nóia e os chutes mais perigosos quem deu foi o time do Vale.

Constatações:

O Grêmio, assim, se garantiu na finalíssima do Gauchão caso não vença a segunda etapa;

O Inter está na obrigação de vencer o segundo turno para ter a chance de disputar o título gaúcho deste ano contra o Grêmio;

O Novo Hamburgo é um time muito bem armado e com certeza brigará  para realizar o feito de disputar a finalissíma contra o Grêmio novamente, em forma de revanche;

A torcida tricolor fez a sua festa merecida no Olimíco, mas foi embora com “a pulga atrás da orelha” com a atuação de seu time e alguns jogadores e com a lesão de seu goleador: Borges para por pelo menos um mês.

Até mais…

10/02/2010

Novidades e opinião

Filed under: Futebol — Matheus Ribas @ 17:24

E dai meus queridos leitores? Sei que andava afastado deste nosso canal, pois a correira aqui na rádio está demais, como diz o Pedro Ernesto Denardin. Mas, a “poeira vai baixando” e hoje estou conseguindo um espaço para atualizar o blog. Também ainda estou sem internet em casa. Por isso a dificuldade.

Apesar de um pouco inseguro, acho que estou indo bem por aqui, já consigo apresentar e operar o programa Interativa e também o jornal do meio-dia. Aos poucos tudo vai dando certo. Também já conheço algumas pessoas da cidade e sinto que elas estão me ajudando. Confesso que essa vida de Jornalista que escolhi não tem sido fácil. Quando pensei que teria que trabalhar no carnaval? Mas isso tudo faz parte e não sei ao certo minha escala. Acredito que conseguirei parar pelo menos na segunda. Em seguida postarei umas fotos minhas no estúdio com alguns dos meus colegas.

*******************

Falando sobre a Dupla Grenal, a qual trocamos muitas ideias anteriormente, vejo o Inter um time consistente e com certeza vai brigar pelo título do Gauchão. Mas sua chave é perigosa, pois muitos times tem chances. Atribuo a vitória no Grenal a insistência de seu treinador em suas peças consideradas chaves e por ter um time há mais tempo jogando junto.

O Grêmio ainda se arruma, tem problemas na defesa e o técnico Silas não encontrou sua melhor formação. Normal no começo de temporada e com alterações em muitas peças. Acho também que o Souza vai fazer falta.

Hoje o tricolor estreia na Copa do Brasil, competição a qual é a maior ambição para este primeiro semestre. Não conheço o time do Araguaia, mas acredito que o Grêmio passe por ele. Talvez não consiga fazer o placar necessário para evitar o segundo jogo.

Por enquanto era isso. Assim que der eu volto com a opinião dos jogos e com novidades aqui da rádio. Espero contar com vocês. Não deixem de comentar.

Até mais…

22/01/2010

Correria aqui na rádio

Filed under: Futebol — Matheus Ribas @ 23:14

Sei que nos últimos dias não postei mais nada sobre futebol e a Dupla Grenal, pois a maioria de nossas conversas por aqui dizem respeito a isso. Como meus dias aqui na rádio estão extremamente corridos, não tive tempo ainda de comentar o que achei do início do Gauchão. Acredito que nesta semana as coisas começam a ficar um pouco mais tranquila por aqui e daí sim escrevo sobre o que tenho observado. Apesar de não escrever, tenho observado tudo o que está acontecendo no futebol.

Bom, aqui na rádio está tudo indo e aos poucos vou me ambientando com tudo e com todos. Semana que vem vou mais firme para a mesa de operações e consequentemente entrarei mais firme no ar. Produzir, operar e falar ao mesmo tempo é difícil, mas acredito que vou me dar bem. Sempre quis saber fazer isso de verdade, não apenas em cursos. Aqui é no ar e valendo. E a rádio tem muita audiência. O telefone e o e-mail não param.

Os colegas (locutores, programadores e os da administração da rádio) estão sendo muito legais comigo e acredito que já fiz bons amigos. Agora é trabalhar e mostrar meu conhecimento para todos aqui.

Pra encerrar, além da produção jornalística da rádio com as notícias que chegam e as que eu vou atrás, estreio definitivamente no ar terça-feira no programa Interativa, juntamente com a Márcia Furini e o Elton Nabinger (colegas) onde receberemos a visita do Delegado Substituto de Montenegro e discutiremos com ele e com os ouvintes a Política de Segurança Pública. Depois, apresento o Viva ao Meio-dia, notícias da região e geral com músicas.

Bom, quem quiser me ouvir já sabe, pois no post anterior tem o endereço da rádio na internet e a sua frequência, 90.7 FM. Em São Jerônimo nosso sinal entra bem.

Obrigado pela companhia e até mais…

20/01/2010

Já em Montenegro

Filed under: Sem-categoria — Matheus Ribas @ 12:21

Pessoal: hoje é meu terceiro dia aqui na Rádio Viva FM. Ainda não estou operando, apenas produzindo e falando um pouco nos programas que participarei e passando boletins com a unidade móvel pela região aqui. Falei também num programa de humor, Chucrute no Pressão, que tem aqui às 13 horas. Na próxima semana, acredito já estar melhor ambientado com o programa de computador e com a mesa de som que colocam a rádio no ar. Quero errar o menos possível.

Bom, pra quem tiver interesse, também posto notícias no portal www.leouve.com.br .São notícias aqui da região.

A Rádio tem uma audiência muito grande por aqui e está aumentando cada vez mais. Sinto isso ao andar nas ruas da cidade e da região. O sinal as vezes chega em determinadas regiões de Porto Alegre, mas pra quem quiser ouvir os horários que estarei no ar é só entrar no site www.vivametropolitana.com.br/novo . O mesmo está sendo reformulado e até o final deste mês teremos um site novo.

Faço a produção do programa da manhã, Viva Bom Dia, que vai ao ar dás 07 às 09 horas. Depois ajudo na produção e falo no Viva Interativa, dás 11 ao meio-dia, com entrevistas e participação direta do ouvinte. Às 12 Hs farei a produção e apresentação do Viva Ao Meio-dia, com notícias. A tarde fico com a unidade móvel pelas ruas e produzindo os programas do outro dia. Por enquanto era isso.

Obrigado pelo carinho e pelo apoio no post anterior quanto a minha mudança. Sem dúvida, não esquecerei de ninguém.

Por enquanto, minhas notícias são estas. Vou me virando do jeito que dá. O pessoal aqui está me ajudando muito.

Até mais…

15/01/2010

Mudanças previstas = Mudanças realizadas

Filed under: Futebol — Matheus Ribas @ 19:28

Sei que demorei muito para atualizar o blog, pois as mudanças que estavam previstas para o início deste ano, hoje acabaram se concretizando e isso me atrapalhou um pouco para vir aqui atualizar.

Digo hoje, 15 de janeiro de 2010, porque este dia ficará marcado para sempre na minha vida, pois encerrei um ciclo de 11 anos e seis meses de trabalho na Escola da AJURIS. Despedida nunca é bom e a minha não seria diferente. A tristeza toma conta de quem parte e de quem fica e o momento alegre disso tudo é saber que todos torcem pela minha felcidade e juntos precisamos entender que o “show não pode parar”.

Então, deixo aqui escrito neste nosso canal o meu muito obrigado a todos, pelos momentos alegres e tristes, vitórias e derrotas,  enfim, tudo o que marcou nosso convívio ao longo desses anos. As amizades que conquistei em nossa querida Escola com certeza permanecerá para sempre. E também a minha eterna gratidão a AJURIS/Escola, pois quando esta porta se abriu  há 11 anoas atrás, entrei para ficar para sempre. Mesmo que somente nas lembranças e pensamentos.

Bom, mas isso tudo aconteceu por uma boa causa, pois a partir de segunda começo a integrar o grupo de comunicação RSCOM, especificadamente atuarei com o Jornalismo da Rádio Viva Metropolitana FM, em Montenegro. Sempre quis atuar em rádio e não poderia desperdiçar esta chance. As notícias da região, estado, Brasil e mundo farão parte exclusiva dos meus dias agora. E claro, apresentarei alguns programas. Depois poderei dar mais detalhes sobre tudo.

Há momentos em que devemos fazer escolhas, mesmo que as vezes dolorosas para não darmos a chance aos arrependimentos.  E para este novo ciclo que se inicia,  encerro este texto dizendo um chavão de meu costume: vamos com tudo!

Até mais…

06/01/2010

Vamos com tudo

Filed under: Futebol — Matheus Ribas @ 0:07

Estou de volta e com layout novo aqui no blog. Conforme avisei vocês no post anterior que haveriam mudanças por aqui. Então: eis a primeira! Um layout diferente para 2010. Nele há um símbolo, a caneta, uma ferramenta essencial para  se escrever uma ideia ou texto, propostas aqui do nosso canal.  O que acharam? Quero a opinião de vocês.

Aproveito para agradecer e compartilhar com vocês os números de acessos atingidos no blog em 2009: uma média de 600 acessos/mês, ou seja, 150 por semana. Como o blog é independente, ou seja, não o escrevo para nenhuma mídia, somente para quem vem visitar aqui, esse número para mim é muito bom, é demais. Agradeço a todos com muito carinho pela visita e continuem por aqui comigo.

Incrível o que está acontencendo com o nosso clima. Claro que já havíamos visto e sentido do que ele é capaz, mas tragédias como a de Angra dos Reis e Ilha Grande no Rio de Janeiro e o desabamento de uma ponte aqui no interior de nosso Estado, precisamente entre os municípios de Agudo e Restinga Seca, em função das fortes chuvas, cada vez mais nos assustam e nos amedontram do que ainda pode acontecer.

Quem acompanhou os jornais no dia de hoje pode perceber que as chuvas estão cada vez pior, destruindo muitas cidades e infelizmente fazendo muitas vítimas. Serão as chuvas e as mudanças climáticas o “mal do novo século”? Já estou acreditando que sim.

Mas nem só de tragédias fomos marcados neste inicio de ano. Como aqui falamos na maior parte do tempo sobre futebol com ênfase na dupla Grenal, o Inter começa nesta quarta sua pré-temporada em Bento Gonçalves. Novidades? Wilson Mathias, Thiago Humberto, Nei e Bruno Silva, claro, além de Fossati e sua comissão técnica. Guiñazu depois de tanta polêmica e Sandro seguem no Colorado. Ainda há a expectativa de um anúncio de um grande reforço para o ataque, mas os dirigentes dizem que o grupo está fechado.

Já o Grêmio, os jogadores se reapresentaram nesta terça. Novidades? Além dos nomes já anunciados como o de Silas, Paulo Paixão, Ferdinando, o tricolor apresentou Borges, Hugo, Wiliam, Leandro e Mauricio. O Grêmio segue para a serra nesta quarta. Maxi López não se reapresentou e pelo que sabe dele, não permanecerá no Olímpico. Sinceramente, com Leandro, Borges, Jonas e outros atacantes que o Grêmio tem, Maxi é um bom jogador, mas se aqui não quer ficar, com esses que tem agora, a torcida não sentirá saudade do argentino.

E vocês torcenautas? O que acharam das contratações e apresentações da Dupla Grenal? E não esqueçam de dizer o que acharam do layout novo. O blogueiro aqui agradece.

Até mais…

Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.